Por Que Os Patos Não Afundam Na Água?

Os patos, cisnes, gansos, marrecos e outras aves que possuem essa habilidade de flutuar na água têm algumas características especiais que os permitem boiar. Além de terem a mesma propriedade que qualquer outro objeto que flutua tem – o pouco deslocamento de água –, essas aves possuem uma glândula especial localizada na base de sua cauda. Essa glândula chamada de uropigial produz um óleo que se espalha pelo corpo e impermeabiliza suas penas, ou seja, impedem que elas absorvam água.

Assim como as boias, as penas dos patos têm a capacidade de segurar o ar. Dentro de suas penas há um sistema de filamentos que conserva o ar dentro, quando esses animais precisam mergulhar por algum motivo, pressionam suas penas e o ar sai de dentro delas, fazendo com que elas fiquem mais leves, assim como a boia. E quando precisam voltar a flutuar, os patos enchem esse sistema novamente de ar. Além desse sistema de filamentos, os pulmões dessas aves também funcionam como boias.

Fora isso, os patos, assim como todas os outros animais da classe das aves, possuem os ossos ocos, facilitando não apenas os mergulhos e a flutuação na água, como também o voo.

Você Sabia?