Por Que O Brasil Comprou O Acre?

No  século  XIX,  as  terras  onde  hoje  se  encontra  o  Acre,  entre  os  rios  Javari e Madeira, pertenciam grande parte a Bolívia. Mas, suas  fronteiras, por ser numa grande floresta  tropical,  não  eram  muito  bem  delimitadas,  sendo  descrito  nos mapas  da  época pelos bolivianos como “tierras non descubiertas”.

Para  fugir  das  sucessivas  secas,  alguns  nordestinos  se  instalaram  na  regiãon e começaram  a  trabalhar  na  extração  do  látex,  das  seringueiras.  No começo, era  uma atividade  rural  sem  muito  monitoramento,  então  esses nordestinos se  instalaram  em terras que não eram do Brasil.

Com  o  bum  da  Revolução  Industrial,  a  borracha  ficou  bem  mais  valorizada e empregada em larga escala nas indústrias. Então, as seringueiras também se valorizaram muito mais, fazendo com que a floresta amazônica fosse mais requisitada. E, também, a região onde hoje é o Acre.

Com  a  valorização  dessa  região,  os  bolivianos  começaram  a  se  importar com essa “terra não descoberta” e, também, com os brasileiros que lá viviam. Isso gerou um conflito  internacional  entre  os  dois  países.  Porém  o  Brasil  demorou a  se  manifestar sobre,  fazendo  com  que  os  próprios  brasileiros  que  lá moravam  resolvessem  as  coisas com as próprias mãos, gerando a primeira insurreição acreana.

Foi  apenas  na  segunda  insurreição  acreana  que  o Brasil  resolveu  se manifestar. Pois,  os  brasileiros  que  lutaram  com  suas  próprias  mãos venceram  e  declararam independência  da  região,  chamando-a  de  Estado Independente  do  Acre.  Quando  as autoridades perceberam que  isso se caracteriza  como uma  invasão territorial  à Bolívia, enviaram tropas para desfazer o que havia acontecido, fazendo a região voltar para o país de origem.

Porém,  depois  que  o  Brasil  resolveu  todo  aquele  problema,  descobriu-se  um acordo entre a Bolívia e os EUA sobre aquela região e isso deixou o governo brasileiro muito apreensivo. O Brasil tentou fazer acordos com a Bolívia para resolver toda aquela situação,  mas  não  conseguiram.  O  resultado  disso  foi mais uma  guerra  civil  no  local, gerando  novamente  o  Estado  Independente  do  Acre.  Notando  que  não  conseguiria conter as confusões naquela região, o presidente boliviano resolveu assinar o Tratado de Petrópolis e vendeu o Acre para o Brasil.

Você Sabia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *