Por Que Insistimos Em Usar Estereótipos?

Na mente humana existem várias imagens, cada uma delas acaba sendo relacionada a uma situação do passado ou alguma pessoa ou personagem específico, esse tipo de pensamento é considerado um pensamento associativo. A nossa memória é gerada pelo nosso subconsciente e pelas experiências vividas, por isso, cada pessoa relacionará uma imagem com algo diferente. Mas, por estarmos em constantes estímulos e influenciados pela sociedade em que vivemos e as pessoas que convivemos, há muitas dessas associações que são as mesmas para todas as pessoas.

As imagens mentais que uma pessoa cria, por causa de toda essa influência que ela sofreu, ficam estagnadas em sua mente, ainda mais aquelas que tratam de grupos sociais que não temos muito contato. Por exemplo, uma pessoa que nunca andou com um grupo de roqueiros, por conhecer apenas como eles são representados na televisão, nos livros e nas propagandas, pensará que ele é de uma forma, criará uma imagem mental para esse grupo social que pode, ou não, ser verdadeira. Ela estará criando um preconceito sobre os roqueiros.

Um dos primeiros a estudar os estereótipos e teorizá-los foi Walter Lippmann, considerado hoje o fundador da teoria contemporânea de estereótipos. Para ele, os estereótipos resultam de processos inerentes ao homem, são normais e inevitáveis pois, as imagens mentais que criamos através de uma junção entre seus valores individuais e sua realidade, servem para organizar nossos pensamentos.

Você Sabia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *