Por Que Choramos?

Mesmo conhecendo os mecanismos que antecedem o ato de chorar e o processo que se formam as lágrimas no ser humano, para muitos pesquisadores chorar ainda continua sendo um grande mistério. O mesmo não acontece com as lágrimas que são oriundas do aparelho lacrimal e sua função é limpar e lubrificar os olhos. Nelas contém água, sais minerais, gordura e proteínas. Elas se produzem constantemente em nosso organismo para poder manter a saúde e afastar as infecções que nos cercam.

A produção lacrimal aumenta excessivamente quando se chora. O choro pode ser causado por vários motivos, tais como: dor, tristeza, fome, angústia, emoção, alegria, prazer, etc. Dependendo da cultura e das experiências de vida de uma pessoa ela pode ser mais emotiva. Ou até mesmo do sexo uns choram mais que os outros. No caso das mulheres que tem uma tendência a chorarem mais que os homens por fatores hormonais e emocionais.

Além da espécie humana, nenhuma outra chora pelos motivos citados acima. Uma vez que derramar lágrimas é um ato exclusivamente humano. No entanto, existem pessoas que afirmam terem visto seus animais de estimação chorarem, como os cachorros, por exemplo, e as cabras que minutos antes de serem sacrificadas elas começaram a chorar e a ficarem inquietas. Ainda encontramos relatos de pescadores que quando em alto mar foram pescar e apreenderam golfinhos no arpam, viram eles sentirem dor, emitirem barulho estranho como se fosse gritos e derramarem lágrimas. Mas nada se tem comprovado cientificamente com estes animais ou com outros.

O que se tem sido provado aproximadamente pelos cientistas é que se pode diferenciar as lágrimas emocionais das não emocionais, mas não se pode dizer que é algo definitivo. As substâncias químicas encontradas em ambas são diferentes. Uma serve para lubrificar a região dos olhos (não emocional), enquanto a outra substância (emocional) é mais hormonal e está relacionada a algum fator de estresse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *