Por Que Temos Afta?

Uma Afta é uma ferida dolorosa que aparece na boca ou na língua e que costuma ser da tonalidade branca ou amarelada cercadas por uma região vermelha.

As causas mais comuns é a baixa imunidade do organismo. Outras enfermidades também podem ocasionar aftas como câncer, HIV, diabetes, infecções vaginais, machucados, estresse, deficiência de ferro e período menstrual.

Pode aparecer os seguintes sintomas: dor, incômodo, perda do paladar, indisposição, febre, inchaços e leves sangramentos.

Na maioria das vezes, ela desaparece sozinha, no entanto, é necessário impedir que o agente causador se espalhe. Evitar comer alimentos condimentados e o uso de enxaguantes bucais e assepsia de água morna com sal pode ajudar.

Em alguns casos elas desaparecem e voltam. No caso das crianças uma forma de tratamento é o consumo de iogurtes sem açúcar para repor a flora bacteriana da boca.

Para adultos com a imunidade baixa pode ser feito via antifúngicos. Para pacientes cancerosos e aidéticos recomenda-se a aplicação de anfotericina B para o extermínio de vez da afta no paciente. Se os problemas com aftas persistirem o recomendado é buscar a orientação médica.

Por Que Sentimos Fome?

O corpo humano é uma máquina e como toda engrenagem precisa de combustível para funcionar. Essa avidez por ingerir é algo biológico e natural para o funcionamento do organismo e para que possamos ter energía ao realizarmos as funções mais simples.

O processo de sentir fome se inicia quando o cérebro recebe algumas mensagens enviadas pelo restante do organismo, que está pedindo para se abastecer.

Algumas mudanças ocorrem, como aumento da saliva na boca, secreção dos sucos gástricos, roncos estomacais, visão turva e fraqueza. Quando ele envia estes sinais e não tem retorno o corpo começa a trabalhar mais lento para economizar tudo que pode. Em estado de letargiam, os sentidos ficam mais em alerta e o olfato fica à procura de cheiros de alimentos.

Quando há uma reserva de gordura ele passa a consumi-la,  este é um artificio para poder sobreviver.

Uma pessoa adulta consegue ficar sem se alimentar até quase vinte dias. Pode parecer absurdo, mas ela aguenta desde que o corpo esteja se hidratando com água.

Por Que Roemos As Unhas?

Roer as unhas está relacionado com problemas emocionais, sentimentos de angústia e ansiedade. Na maioria das vezes, a única forma de aliviar é roendo.

Isso acontece de forma inconsciente, ou seja, não se sentirá melhor, mas já tem levado as unhas à boca.

O hábito tem sua origem no psicológico e poderá ser resolvido primeiramente tratando do emocional e depois cuidando das unhas. Saiba como lidar com os acontecimentos, algumas dicas como cada vez que sentir vontade de roê-las tente mascar um chiclete ou chupar uma bala.

Use bases (esmaltes) específicos que possuem um gosto ruim e inibem os roedores. No caso das mulheres procurem manter as unhas sempre bem-feitas, assim evitará destruí-las. Ou use unhas postiças.

Se depois de todos estes truques ainda persistir a vontade de roer busca ajuda de um médico ou psicólogo para tratar do lado emocional, uma vez que poderá estar sofrendo de um transtorno emocional.

Por Que Rezamos?

Algumas pessoas estão constantemente pedindo a Deus muitas coisas. Rezar para elas significa estar em contato ou sintonia com o divino. Para outras rezar é sinônimo de agradecer também. Nos questionamos por que rezamos?

Deus não mudará em nada se você rezar ou não! Mas, nós nos transformamos à medida que entramos em sintonia com a misericórdia e o poder da oração. Para algumas pessoas orar é se acalmar, se transformar e transformar o próximo e o ambiente em que vive. É esta mais íntimo com o divino, independente da crença.

Há quem diga que orar é poder compartilhar com Deus tudo de bom e de ruim que acontece e buscar calma e discernimento para continuar perseverante na caminhada.

As pessoas crentes rezam para manter a amizade e o diálogo com o amigo.

Imagine que você tem um grande amigo e esta relação é muito importante para você e não consegue ficar muito tempo sem conversar e partilhar com ele. Assim é o que diz quem acredita no poder da oração.

Por Que Suamos?

Suamos para manter o resfriamento do corpo. Todos os seres humanos suam, principalmente nos dias com temperaturas mais altas, após atividades físicas ou em situações de estresse, raiva, medo ou vergonha.

Mas o suor de forma excessiva também pode acontecer em outras situações adversas. Pessoas que suam em demasia sofrem de hiperidrose (glândulas sudoríparas superativas). Ter um suor incontrolável causa desconforto físico e emocional.

As condições que podem causar a sudorese excessiva são: câncer, doenças cardíacas, distúrbios de controle da glicose, menopausa, doenças pulmonares, lesões da medula espinhal, e outras infecções. Ela pode ocasionar perda de peso, dores e pressão no peito, febres, falta de ar e desconforto.

Pessoas que se descobrem com problemas de sudorese devem buscar um médico e o tratamento para o suor nos casos mais leves podem ser recomendados o uso de medicamentos orais ou uso tópico. Os quadros mais graves podem ser recomendados intervenções cirúrgicas na retirada das glândulas ou de gânglios.

Por Que Temos Acidez?

Acidez acontece porque o sistema nervoso é acionado e estimula uma grande produção de um ácido chamado ácido clorídrico dentro do estômago. Sendo assim, o suco gástrico fica altamente ácido e causa danos graves. Dentro do estômago existe a constituição básica de água, ácido e enzimas digestivas, e quando o PH é alterado, ocasiona vários problemas e  descontrole que gera uma inflamação.

Vários fatores podem contribuir para que ocorra a acidez em nosso organismo. Desde a alimentação inadequada como fatores psicológicos podem alterar o bom funcionamento e gerar efeitos devastadores.

Alimentos considerados perigosos para o consumo como: frituras, gorduras, café e frutas cítricas são os mais cotados na lista do que comemos; vícios no cigarro e álcool também contribuem e o alto grau de estresse na vida cotidiana é um fator de risco para o descontrole das funções estomacais. E todos esses excessos na alimentação e no psicológico provocam além da acidez, vários outros transtornos, dentre eles: a úlcera e a gastrite.

A gastrite é uma grave inflamação nas paredes estomacais que passam ser agressivas e estão relacionadas as bactérias presentes nos alimentos e na água ingerida. Já a úlcera é um estágio avançado em forma de ferida grave que vai aumentando e poderá atingir o duodeno e depois o intestino delgado.

Por Que Sentimos Antipatía?

A antipatía é a aversão ou ojeriza para com algumas pessoas. Considerada uma repulsão que afasta as pessoas umas das outras.

Para alguns seria uma incompatibilidade e engana-se quem diz que não há motivo algum aparente. Talvez não você não se dê conta do verdadeiro motivo, mas existe sim uma explicação bem lá no fundo.

Há uma atração interpessoal que podemos sentir ou não pelas pessoas quando as conhecemos e no caso da antipatía, essa afinidade não acontece.

Pesquisas relacionadas ao comportamento humano sobre esse tema afirmam que alguns fatores são relevantes e que levam as pessoas a sentirem antipatía por alguém como: a aparência física, estado de humor e características da personalidade. Às vezes sentir aversão a algumas coisas, a explicação está bem no passado, se investigar. Devido a um trauma ou por uma experiência ruim que tenha vivenciado.

Viver em sociedade possibilita ao ser humano uma gama de sensações e amadurecimento. Saber aceitar as diferenças depende muito do aprendizado e dos valores. Aprender a conviver bem com os sentimentos negativos, trabalhá-los e ser mais tolerante. Não fazer com que as pessoas nos aceitem a força. Entender que vai existir pessoas que você poderá se relacionar melhor e outras não! Não ser ingênuo em acreditar que todos serão obrigados a gostar de nós e a gente do mundo. Aí onde está a artimanha de saber viver em sociedade.

Por Que Sorrimos?

Somos uma espécie sociável e o ato de sorrir faz parte desta socialização entre as pessoas. Um bom sorriso pode abrir portas e criar laços. Ele faz parte das variedades de comportamento e do humor. Sorrimos para demonstrar prazer, alegria e simpatía. No entanto, existe diversos tipos de sorrisos e que eles podem ser interpretados de diferentes formas.

Um sorriso envergonhado é diferente de um sorriso dado de forma espontânea.

Sorrir também faz bem para a saúde. Há casos que começamos a rir durante a gestação desde muito cedo percebemos seu significado que vai além do social. Alguns o utilizam para serem gentis e sociáveis ou para manobrar e influenciar algumas situações.

Há quem sorri de forma falsa e para dissimular. O verdadeiro sorriso funciona como um estimulador dos músculos faciais para liberar substâncias agradáveis como a endorfina.

Dar umas boas gargalhadas faz bem à saúde, estreita os laços e conquistas as pessoas de forma espontânea e eleva nossa autoestima em nos sentirmos mais seguros e amistosos.

Por Que Sentimos Frio?

Sentimos frio devido a sensação térmica que regula a temperatura do corpo humano baixa e perdemos o calor que nela conta e que nos ajuda a controlar e aquecer o organismo. A temperatura média dos humanos varia entre 36 e 37,5 graus de acordo com a hora do dia e a manutenção da mesma.

Se o ambiente está frio e o corpo perde calor, o que acontecem é que pequenos músculos que ficam na pele reagem para proteger e aquecer. É aquela sensação de arrepio e pelos eriçados.

Quando se senti frio ao sair do banho é por causa desta perda de calor. Perceba que quando secamos a pele amenizamos a sensação do frio, por isso, quando se está em estado gélido a maneira mais eficaz e rápida é nos agasalharmos.

Quando não nos protegemos adequadamente o corpo pode sofrer hipotermia e entrar em estado de choque, os movimentos ficam lentos, os batimentos cardíacos diminuem, as pupilas dilatam, o corpo e principalmente os dentes começam a tremer (ação involuntaria e natural do corpo em tentativa de se reaquecer) e se não for tratado e aquecido rapidamente, poderá ter algum membro necrosado pelo congelamento e o risco de morte acaba sendo inevitável.

Por Que Cuspimos?

Cuspimos para poder expelir algo que não queremos mais dentro do organismo. Pôr para fora alguma substância como saliva, catarro ou tirar o gosto ruim da boca, embora este simples ato em algumas culturas seja visto como uma prática desrespeitosa.

Para alguns pode ser uma mania.

Algumas pessoas cospem mais que outras, que é o caso dos fumantes, que acabam ficando com resto de nicotina na garganta e na boca e vivem cuspindo. Mulheres grávidas também cospem bastante devido aos enjoos e mal-estar que elas sentem durante o período de gestação.

Em alguns países esse ato acaba sendo até um ritual, tendo um significado diferente em cada lugar, como na china, que tem o costume de cuspir em vias públicas, para eles é sinal de purificação.

Há casos de pessoas que produzem muita saliva e vivem salivando até mesmo quando falam, ela sai pelo canto da boca ou respinga em quem está próximo. Este problema de salivação excessiva está no frênulo lingual, uma membrana que vai normalmente do meio da parte inferior da língua que se espalha. Podemos vê-la quando levantamos a língua. Se esta alteração for perceptível na infância é bom que os pais busquem ajuda de um especialista.